Categorização ideológica é a astrologia da política, no sentido de que agrada à insaciável fome de identidade. Este post ainda mantém um recorde diário de tráfego aqui, o que provavelmente não é inteiramente devido às pessoas procurando seus signos estelares políticos, mas tampouco é, em sua maior parte, por outras razões. Novas abordagens ao espectro Esquerda-Direita – a Dimensão Política Primária – prometem chaves-mestras para os segredos da opinião de cerna identitário.

Dada a natureza bastante absurdamente competitiva do terreno, há algo verdadeiramente notável sobre a simplicidade e persuasão deste modelo da DPP, baseado na distinção biológica entre estratégias de seleção r/K. A aplicação desta distinção aos humanos é – eu confiantemente assumo – radioativamente controversa. Seu uso como ferramenta conceitual para colapsar a ideologia em um eixo de Diversidade Biológica Humana é, portanto, indubitavelmente vergonhoso. (Este trigger-warning provavelmente não vai agir tanto como um dissuasor aqui.)

A teoria do ‘Anonymous Conservative’ faz as coisas mais importantes esperadas de um modelo da DPP. Em particular, ele fornece uma explicação para os aglomerados polarizados de traços ‘liberais’ e ‘conservadores’, que frequentemente se provaram altamente resistentes à integração reflexiva. Por que anti-capitalismo, pacifismo e lassidão sexual deveriam caminhar juntos? Quando agrupados enquanto expressões de uma estratégia de tipo r, este pacote de predisposições ideológicas aparentemente desconexas se firmam em um todo intuitivamente coerente.

Digno de menção especial é o mapeamento da diferença ideológica às condições ambientais. A estratégia de tipo r (‘liberal’) é uma resposta a condições de abundância de recursos, contra a adaptação do tipo K (‘conservadora’) à escassez. Quando acrescido de algumas suposições modestas sobre os efeitos da predominância do tipo r sobre a persistência da Civilização, o modelo r/k da DPP automaticamente gera uma história cíclica de ascensão e declínio social (através de um mecanismo biorrealista de abundância-decadência). A estrutura trágica esmagadora de esperanças certamente apelará às sensibilidades reacionárias.

A predição deste blog: Esta é uma teoria (e livro)que irá longe. Você pode ler o primeiro capítulo aqui.

Original.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s