Estímulo infinito para conversas deve ser encontrado no fato de que a distinção mais básica da política moderna é profundamente incompreensível e, ao mesmo tempo, quase universalmente investida. Quase todo mundo pensa que entende a diferença entre a Direita e a Esquerda, até que pensem sobre isso. Aí, reconhecem que esta distinção não comanda qualquer consenso sólido e existe primariamente como uma substituta para o pensamento. Talvez o mesmo seja verdadeiro sobre todos os rótulos políticos amplamente invocados. Talvez isso seja o que a política é.

Spandrell dirige um post sinuoso e intermitentemente brilhante ao tópico, que é enriquecido por uma seção de comentários de qualidade excepcional. Como a própria distinção Direita/Esquerda, o argumento se torna cada vez mais confuso, quanto mais de perto se examina. A ‘singularidade direitista’ do título é introduzida como uma alternativa política real à Singularidade de Esquerda modelada por James Donald, guiada por uma dinâmica de feedback auto-reforçadora análoga, mas para dentro de uma catástrofe nacionalista em vez de igualitária. Para sociedades ameaçadas pelo prospecto da Singularidade de Esquerda, ela oferece um caminho alternativo. A China está tomando ele, sugere Spandrell.

Notavelmente, de passagem, a glosa de Spandrell sobre a Singularidade de Esquerda de Donal é uma gema:

A singularidade esquerdista é baseada em reivindicar status mais alto sendo mais igualitário do que qualquer outra pessoa. Então você obtém uma corrida armamentista em que todo mundo tenta ser mais igualitário do que os outros. Isso funciona porque as pessoas (e macacos) consideram a igualdade como sendo uma coisa boa.

(Para continuarmos, temos que colocar entre parênteses a ‘antiga’ Singularidade de Direita: a Singularidade Tecnocomercial da qual a fórmula de Donald para a Singularidade de Esquerda se distingua. Ninguém sequer a menciona nesta discussão. É um problema para algum outro momento.)

Para retroceder a partir dessas digressões: Se a ‘singularidade direitista’ é nacionalista, isso alinha a Direita com o nacionalistmo, não? Mas nada remotamente cru assim é sustentável (não quando o tempo está envolvido), Spandrell observa: “a Direita não é mais nacionalista”. Ele expande, de maneira convincente, em sua própria seção de comentários:

O que tem sido historicamente chamado de Direita era sobre lei e ordem, isto é, deixar as coisas como estão. Tribalismo enquanto nacionalismo não é inerentemente “Direitista”, na verdade, originalmente era um meme subversivo Esquerdista contra o Antigo Regime, mas quando a mídia de massa foi inventada, o nacionalismo era o status quo, isto é, a Direita, e os rótulos políticos ficaram fossilizados desde então.

Da maneira em que Vladimir (May 25, 22:10) articula o ponto:

Erik von Kuehnelt-Leddihn teria uma resposta pronta para você: nacionalismo é esquerdismo. É basicamente outro nome para Jacobinismo. Esses paradoxos de nacionalismo direitista são apenas mais uma manifestação do problema fundamental do direitismo moderno – a saber, que uma grande parte de seu conteúdo é apenas o esquerdismo de ontem, que a esquerda, no meio tempo, abandonou por uma posição de mais extrema esquerda.

Então, eu diria que isso não é nada além de mais um modo de singularidade esquerdista.

Ou, Spandrell novamente (May 26, 02:34): “A evidência histórica é que o nacionalismo era esquerdista antes de o socialismo aparecer mais à esquerda, o tornando direitista”.

A Direita é a Esquerda de ontem ou, pelo menos, ela logo será exposta como tal, quando aparece em sua forma histórica e populista. Quando as massas viram à Direita, elas estão defendendo uma Esquerda datada, congelada no lugar pela memória da mídia de massa modernista, presa em um noticiário preto-e-branco, como um inseto no âmbar.

A contorção está acabada, a menos que mude de dimensões. Aí, o caos se escancara, a despeito de efeitos heroicos para se restaurar a ordem (Baker, May 25 17:29; Handle May 25 18:33; Den Beste linkado por Peter Taylor May 27 17:47), com o espectro de Ordem e Caos, preferido de Moldbug, sugado – juntamente com inúmeros outros – para dentro do vórtex. Tradição e revolução, autoridade e liberdade, hierarquia e igualdade, ganância e inveja, independência e solidariedade, capitalismo e socialismo… não há sequer um prospecto remoto de fecho, coerência ou consistência. Toda definição tentada intensifica a fragmentação. Direita e Esquerda discordam (todos concordamos), mas exatamente como elas discordam – sobre isso não há qualquer acordo.

Peter A. Taylor (May 29, 06:15):

O espectro direita-esquerda, na medida em que é uma tentativa honesta de fazer sentido do mundo, em vez de mera propaganda, me parece como uma tentativa de encaixar o caos na cama de Procusto…. Moldbug ama Carlyle. Carlyle admirava Cromwell. Moldbug odeia Cromwell. Caos.

Spandrell (May 26, 08:28), retorce de volta para a Tricotomia:

Tanto a Direita Ocidental quanto a Direita Chinesa são uma combinação livre de tradicionalistas, nacionalistas e capitalistas. Que, em geral, odeiam uns aos outros e nunca se dão bem quando conseguem qualquer quantidade de poder.

Neste ponto, contudo, a diversidade tricotômica começa a parecer como uma miragem de integridade. Direita e Esquerda são toda diferença que jamais foi concebida, se não ainda, então no futuro próximo. Se estes signos significam qualquer coisa além de que a guerra continua, como a distinção preto-e-branco das peças do xadrez, ninguém ainda nos mostrou, de maneira convincente, por quê.

Ainda assim, talvez, se Direita e Esquerda, apreendidas juntas, significam o antagonismo moderno básico/, o conflito em si, como uma coisa irredutível, se provará ser a fonte de qualquer que seja o sentido que possa ser encontrado.

[Continua…]

Original.
Advertisements

2 thoughts on “Direita e Esquerda

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s